É possível prevenir o câncer? - Laboratório Verner Willrich

Por: - Farmacêutica Bioquímica - CRF-SC 3380
Publicado em 17/05/2019

É possível prevenir o câncer?

É possível prevenir o câncer?

O câncer já é visto como o mal do século. De acordo com dados do INCA (Instituto Nacional do Câncer), o Brasil registra cerca de 600 mil novos casos da doença por ano. O mais frequente, é o câncer de pele, seguido pelo câncer de próstata, entre os homens, e o câncer de mama, entre as mulheres.

Ouça este conteúdo 

 

 

Segundo o INCA, a incidência de câncer de pele não melanoma é de 165 mil novos casos por ano, tanto em homens quanto mulheres. Já no caso específico de mulheres, o número de diagnósticos de câncer de mama é de 59 mil casos, de intestino é de 19 mil, e de colo de útero, 16 mil casos. Em homens, são diagnosticados 68 mil casos de câncer de próstata, seguido de 18 mil de câncer no pulmão, e 17 mil, no intestino.

A Organização Pan-Americana de Saúde, a OPAS, também divulga dados alarmantes sobre o câncer: a doença é a segunda maior causa de mortalidade em todo o Brasil, perdendo apenas para enfermidades cardiovasculares. Em 2018, registrou-se 9,6 milhões de óbitos por câncer, o que significa que 1 em cada 6 óbitos registrados está relacionado ao doença.

Além da alta incidência no país, o câncer intriga muitos cientistas e profissionais da saúde, já que o aparecimento da doença ainda não é totalmente compreendido. Outra questão está na grande diversidade de tumores – por exemplo, quando se fala em “câncer de mama”, não estamos falando de um tumor em específico, mas sim, a diferentes tipos da doença, mas que englobam um mesmo termo.

Diante disso, é comum preocupar-se com o câncer. Aliás, a notícia da cura do câncer será, provavelmente, uma das maiores conquistas do mundo. Mas, enquanto isso não acontece, o melhor é tomar medidas preventivas, que podem ajudar a reduzir as possibilidades do câncer em homens e mulheres.

Então, como posso me prevenir do câncer?

O INCA ressalta que a melhor forma de se prevenir contra o câncer é ter um bom acompanhamento médico e adotar hábitos saudáveis. Ou seja, é preciso optar por uma alimentação balanceada, praticar exercícios físicos e estar com os exames em dia.

A prevenção do câncer é organizada em primária e secundária:

 

  • Primária: se há histórico da doença na família, você deve procurar um médico para definir quais são as principais ações para combater o surgimento da doença. Em alguns casos, é possível avaliar a necessidade de intervenções cirúrgicas, como a retirada de pintas ou da mama.
  • Secundária: o diagnóstico precoce é uma das melhores formas de prevenir o agravamento da doença. Além disso, as chances de cura são maiores, especialmente, nos cânceres de colo do útero, mama, pele e intestino.

Algumas dicas de prevenção contra o câncer

Além do acompanhamento médico, algumas atitudes podem reduzir a chance do desenvolvimento do câncer. Por exemplo:

  1.  Não fume

O cigarro é um dos principais responsáveis pelo câncer no pulmão, traqueia e boca. Ele libera cerca de 4.700 substâncias tóxicas e cancerígenas, que afetam não só o fumante, mas também quem está perto de quem fuma, os fumantes passivos.

 

  1. Mantenha um bom peso corporal

A obesidade pode aumentar as chances do desenvolvimento de câncer, por isso, uma dieta balanceada e prática de exercícios físicos são fundamentais para manter o organismo funcionando. Mais do que reduzir as chances do câncer, um bom peso corporal também evita o aparecimento de outras enfermidades, como doenças cardiovasculares.

 

  1. Evite a exposição ao Sol entre 10h e 16h

Os raios ultravioletas (UV) são um dos responsáveis pelo câncer de pele e eles são mais intensos entre às 10h e 16h. Se for inevitável se expor ao Sol nesses horários, use um chapéu de aba larga e protetor solar.

 

  1. Faça acompanhamento regular

Mesmo que você não tenha casos de câncer da família, é importante realizar check-ups regulares, especialmente após os 50 anos. Exames laboratoriais simples, como o P2PSA, podem identificar anomalias ainda em nível inicial e seu médico poderá investigar melhor suas causas e possíveis tratamentos. Nos casos em que a idade são um fator de risco, o diagnóstico precoce é a melhor maneira de prevenção.

Conte com o LabVW seus exames preventivos. Agende sua coleta em nossas unidades ou solicite o atendimento domiciliar.

Inscreva-se em nossa newsletter

Receba mais informações sobre cuidados para a saúde em seu e-mail.

Material escrito por:
Farmacêutica Bioquímica - CRF-SC 3380

Adriana Helena Sedrez é farmacêutica bioquímica especialista em Microbiologia Clínica pela PUC-PR. Na LabVW, Adriana coordena o setor de Hematologia Clínica, é gerente de Recursos Humanos e responsável pelo Atendimento ao Cliente.