Exames essenciais para quem tem mais de 50 anos - Laboratório Verner Willrich

Por: - Farmacêutica Bioquímica - CRF-SC 3380
Publicado em 17/01/2019 - Atualizado 04/04/2019

Exames essenciais para quem tem mais de 50 anos

Exames essenciais para quem tem mais de 50 anos

Os 50 anos chegaram? Felizmente, essa não é mais uma preocupação como antigamente porque, graças aos avanços da medicina, atualmente, é possível viver muito bem durante a melhor idade.

Manter um estilo de vida saudável no decorrer dos anos aumenta as chances de viver tranquilamente após os 50 anos. Mas para isso, é preciso continuar os cuidados com ainda mais regularidade a partir dessa época.

Preparamos para você que chegou aos 50 anos, uma lista de exames que devem ser realizados com regularidade a partir de agora. Confira:

Os check-ups a partir dos 50 anos

Ao chegar nessa fase da vida, é fundamental iniciar um acompanhamento contínuo para sua saúde, realizando consultas regulares e check-ups que fazem um apanhado geral de como está o funcionamento do seu corpo.

Assim, é possível identificar predisposições para doenças e possíveis alterações do funcionamento do organismo ainda em fases iniciais, o que otimiza bastante o resultado dos tratamentos desses problemas de saúde.

Alguns testes laboratoriais são indispensáveis a partir de agora e comuns para a maioria das pessoas nessa idade. Além dos exames citados abaixo, o seu médico pode solicitar outros testes específicos para o acompanhamento da sua saúde em outras questões.

Exames de sangue

O exame de sangue é o tipo de teste laboratorial mais solicitado para avaliar questões sobre a saúde. O hemograma também monitora a evolução de tratamentos que possam já estar sendo feitos.

Por isso, o exame de sangue auxilia na análise de inúmeras funções, as mais comuns são:

  • hemograma completo: verifica a quantidade e funcionalidade das células do sangue (leucócitos, hemácias e plaquetas);
  • transaminases: indicam a saúde do fígado por meio da contagem dessas enzimas;
  • TSH: avalia as disfunções dos hormônios tireoidianos;
  • ureia e creatinina: apresenta informações sobre o funcionamento dos rins;
  • albumina: indica a déficits nutricionais e renais;
  • 25-hidroxi-vitamina D: avalia as quantidades dessa vitamina que favorece o risco de osteoporose;
  • níveis de potássio, cálcio ionizado, sódio, fósforo e magnésio: avaliam os índices desses nutrientes no sangue, que podem levar a inúmeros desequilíbrios como hipoparatireoidismo, hipertensão e lesões ósseas;
  • perfil lipídico: mede os níveis de colesterol total, colesterol LDL, colesterol HDL, triglicerídeos no sangue sendo capaz de identificar e prevenir AVC, aterosclerose e doenças cardíacas;
  • exames de glicemia: glicemia de jejum e glicemia pós-prandial verificam a quantidade de açúcar no sangue e detectam a diabetes.

Exames de urina

exame de urina tipo 1 (EAS) investiga doenças renais ocultas e infecções urinárias. Deve ser realizado anualmente ou mediante orientação médica.

O exame também pode checar a quantidade de ácido úrico pela amostra da urina, embora possa ser identificado pelo exame de sangue. Esse teste analisa a quantidade do ácido que, dependendo, pode levar a hipertensão, doenças cardíacas, gota e pedra nos rins.

Eletrocardiograma

O eletrocardiograma é capaz de avaliar como está a saúde do coração, detectando possíveis doenças cardíacas e outros problemas desse órgão. Deve ser realizado com maior frequência a partir dos 50 anos.

Teste ergométrico

O teste ergométrico é um exame que analisa a capacidade cardíaca do paciente, sendo capaz de identificar a presença ou predisposição a doenças cardiovasculares.

O exame é simples, alguns aparelhos monitoram a execução de exercícios físicos em uma bicicleta ergométrica ou esteira. Para pessoas com 50 anos ou mais que foram sedentárias por muito tempo e desejam fazer exercícios, o teste ergométrico também será indicado.

Densitometria óssea

Esse é o exame de imagem que previne o risco de fraturas e a osteoporose, sendo analisado por meio da medição da densidade óssea e a capacidade de perder massa óssea.

Colonoscopia

A colonoscopia verifica lesões iniciais no intestino, assim como identifica a presença de câncer colorretal. Além disso, pode ajudar no diagnóstico de doenças no estômago, esôfago e ânus.

Esse exame de imagem deve ser realizado por todas as pessoas após os 50 anos ou antes, mediante orientações médicas.

Radiografia do tórax

O raio-X de tórax deve ser realizado a partir dos 40 anos, por fumantes ou não fumantes. É destinado a identificar e prevenir tuberculose, câncer de pulmão, enfisema pulmonar e fibrose pulmonar.

Exames específicos para homens

Os exames destinados exclusivamente aos homens após os 50 anos são destinados a analisar a funcionalidade e características da próstata:

  • exame de PSA: coleta de sangue que identifica os valores do antígeno prostático-específico (PSA) e as consequentes alterações na próstata;
  • exame de toque retal: exame clínico feito pelo toque para analisar a próstata;
  • ultrassonografia transretal: análise mais detalhada da próstata com o auxílio de uma microcâmera.

 

As mulheres também devem fazer exames específicos, conheça os principais.

Exames específicos para mulheres

As mulheres também devem realizar alguns exames específicos com maior observação após os 50 anos:

  • papanicolau: o exame clínico detecta o câncer de colo do útero e deve ser realizado mesmo que a mulher não tenha mais vida sexual ativa;
  • mamografia: a mamografia detecta e previne o câncer de mama, por isso já deve ser realizado anualmente após os 40 anos, caso não haja histórico da doença na família;
  • ultrassom transvaginal: identifica doenças ginecológicas como miomas e cistos no ovário, além de prevenir e diagnosticar câncer de ovário e câncer de endométrio.

Mas você sabe qual a frequência em que esses exames devem ser feitos?

Vá ao médico com regularidade

Os procedimentos citados para o check-up a partir dos 50 anos são exames básicos para monitorar a saúde nessa época da vida, que tende a ficar naturalmente mais debilitada.

Entretanto, cada caso é diferente e apenas um especialista poderá incluir outros tipos de testes laboratoriais a serem realizados. Além disso, o médico verificará a melhor periodicidade para realizar cada exame.

Esteja atento a sua saúde e acompanhe as funções do seu organismo antes mesmo que haja a manifestação de sintomas. A chegada aos 50 anos é simbólica e marca a necessidade de aumentar a atenção à saúde, mas algumas doenças que têm o histórico familiar como fator de risco exigem que essa atenção inicie antes. Por isso, tenha atenção aos seus familiares, especialmente pais, avós e irmãos.

Aproveite para compartilhar esse artigo com seus amigos e familiares. A saúde é assunto sério e quanto antes iniciada a prevenção e diagnóstico, melhor será a qualidade de vida para, quem sabe, os próximos 50 anos!

Material escrito por:
Farmacêutica Bioquímica - CRF-SC 3380

Adriana Helena Sedrez é farmacêutica bioquímica especialista em Microbiologia Clínica pela PUC-PR. Na LabVW, Adriana coordena o setor de Hematologia Clínica, é gerente de Recursos Humanos e responsável pelo Atendimento ao Cliente.