Sedentarismo: o que é, sintomas - Laboratório Verner Willrich


Publicado em 12/07/2021

Sedentarismo: o que é, sintomas

Sedentarismo: o que é, sintomas

O sedentarismo é uma condição que, no começo, pode passar despercebida e não trazer consequências. No entanto, com o passar do tempo, a falta de atividades físicas pode causar grandes impactos tanto para o corpo quanto para a mente.

Em tempos de pandemia, fica ainda mais difícil sair para se exercitar – ou então encontrar motivações para isso. Porém, é extremamente necessário encontrar alternativas que impeçam que você fique na inércia.

Neste artigo, vamos te contar detalhadamente o que é o sedentarismo, quais são os sintomas e como combatê-lo.

O que é o sedentarismo?

O sedentarismo é caracterizado pela falta de atividades físicas em pessoas de qualquer idade. No entanto, essa condição adquirida também está ligada com a redução, na prática de exercícios. Ou seja, uma pessoa que costumava se exercitar diariamente e que agora costuma praticar apenas duas vezes por semana, também se enquadra nessa condição, embora com menor intensidade.

Quais são os sintomas

Como o sedentarismo ocorre quando a pessoa reduz drasticamente sua periodicidade de exercícios, alguns sintomas comuns costumam aparecer, que vão se intensificando conforme a pessoa vai ficando cada vez mais sem atividades. Confira quais são:

  • Cansaço excessivo: como ocorre a diminuição do metabolismo, a pessoa vai se sentindo cansada com mais frequência e de maneira mais rápida quando resolve fazer alguma atividade doméstica, por exemplo;
  • Dor nas articulações: pode acontecer devido ao excesso de peso adquirido ou simplesmente pela falta de movimentação nas articulações;
  • Falta de força muscular: como os músculos não são ativados de forma correta, acabam enfraquecendo e atrofiando;
  • Roncos durante o sono e/ou apnéia: o ar pode começar a passar com dificuldade pelas vias aéreas, causando distúrbios durante o sono;
  • Aumento excessivo de peso: como não há o gasto de calorias, pode ocorrer acúmulo de gordura abdominal e também no interior das artérias, causando um aumento nos níveis de colesterol e de triglicerídeos.

Consequências do sedentarismo

Várias consequências causadas pelo sedentarismo estão ligadas com os sintomas que as pessoas sentem, que vão aparecendo gradativamente conforme elas vão deixando de gastar energia. Confira agora quais são essas consequências, que podem aparecer de médio a longo prazo:

Como combater o sedentarismo

É muito fácil falar “faça exercícios físicos”, embora seja uma resposta bastante óbvia. O sedentarismo não é uma doença, portanto, não existe um tratamento específico. É necessário, porém, combatê-lo e tentar evitá-lo.

Busque começar a fazer atividades físicas gradativamente. Se você gosta de passar um tempo ao ar livre, sugerimos começar com caminhadas; posteriormente, isso pode evoluir para corridas. Se você prefere ficar em casa, tem opções também: yoga é uma delas, e até mesmo dançar em seu quarto, na sala ou em qualquer outro espaço ajuda.

O pilates também é uma ótima atividade física que ajuda no equilíbrio e força. Musculação, boxe, natação, vôlei, futebol… existem diversas possibilidades indoor e outdoor que você pode escolher. Vai depender muito da sua personalidade e do tipo de atividade física que está procurando no momento.

Mas o importante é começar de algum ponto. Vá aos poucos: o importante é sempre progredir! As atividades físicas trazem benefícios tanto para a saúde física quanto mental.

Tenha uma alimentação saudável

Além de fazer exercícios físicos, é também fundamental que você tenha uma alimentação mais saudável, com alimentos ricos e nutritivos na sua mesa. Isso porque a atividade física caminha com a alimentação.

Você não vai conseguir sair do sedentarismo se manter uma alimentação fraca e pobre em nutrientes.

Este foi o nosso artigo sobre o que é o sedentarismo, quais são os sintomas e como combatê-lo. Gostou do conteúdo? Então fique de olho em nosso blog para mais matérias como esta. Até a próxima!

    Inscreva-se em nossa newsletter

    Receba mais informações sobre cuidados para a saúde em seu e-mail.