Onde fazer o teste de HIV? - Laboratório Verner Willrich

20.07.2018 | por

Onde fazer o teste de HIV?

Onde fazer o teste de HIV?

A contaminação do vírus HIV decorre de um comportamento de risco, seja a partir de um contato íntimo sem preservativo ou em situações de troca de agulhas. É importante que o teste seja feito entre 40 e 60 dias após o contato, já que, antes disso, a chamada janela imunológica pode não detectar a presença do vírus.

Saiba onde fazer o teste de HIV

É fundamental que o teste seja feito frequentemente pelos indivíduos que se encontram em comportamento de risco. Identificar a doença precocemente é primordial para aumentar a qualidade de vida da pessoa, proporcionando uma rotina mais tranquila. Também é importante que os testes sejam feitos em laboratórios de análises clínicas especializadas, que garantam a qualidade dos resultados.

No Brasil, é possível realizar exames laboratoriais ou testes repentinos. O diagnóstico resulta da coleta de sangue solicitada para esse fim específico, detectado pelo anti-HIV, que demonstra os anticorpos produzidos contra o vírus em 24 horas. Hoje, já existe também o teste rápido, realizado com uma gota de sangue do dedo. O resultado desse teste é obtido em 30 minutos.

Sintomas do HIV

A manifestação dos sintomas da AIDS acontece somente se a pessoa não realizar nenhum tratamento contra o vírus, a partir de oito anos após a contaminação com o HIV. Pode também se fazer presente em situações onde o sistema imunológico encontra-se fraco e debilitado.

Alguns dos principais sintomas, que aparecem de três a seis semanas após a contaminação com HIV, são:

  • febre persistente;
  • tosse seca prolongada e garganta ferida;
  • cansaço, fadiga e perda de energia;
  • dor nas articulações e músculos;
  • perda brusca de peso;
  • sudorese noturna;
  • gânglios inchados por mais de três meses;
  • dor de cabeça;
  • dificuldade de concentração;
  • candidíase (oral e genital) constante;
  • diarreia, náuseas e vômitos persistentes;
  • manchas avermelhadas, bolinhas e feridas na pele.

Geralmente, esses sintomas surgem quando o vírus do HIV já está presente em grandes quantidades no organismo. Enquanto isso, as células de defesa apresentam um número muito inferior a uma pessoa saudável. Nessa fase, outras doenças podem se manifestar, em decorrência da baixa imunidade, como tuberculose, pneumonia, toxoplasmose e hepatite viral. Em contrapartida, quando se acaba de adquirir o vírus, os sintomas são bem mais leves e podem passar batidos, como febre baixa e mal estar.

O teste deu positivo?

Mesmo que o resultado do exame anti-HIV dê positivo, é necessário repeti-lo para a confirmação. O teste confirmatório é guiado por profissionais que procuram fragmentos do HIV. Além disso, detectam a presença do RNA do vírus. Algumas vezes, os exames podem dar resultado falso-positivo, em consequência de certas doenças, como artrite reumatoide, doenças autoimunes e em alguns casos de câncer.

No entanto, se houver a confirmação do resultado, saiba que muitas pessoas convivem com a AIDS e que a doença possui um tratamento eficiente. A evolução da medicina foi capaz de proporcionar uma maior qualidade de vida aos soropositivos.

Ainda tem dúvida sobre onde fazer o teste de HIV? Acesse nosso e-Book gratuito “Tudo o que você precisa saber para acertar na escolha do seu laboratório de análises clínicas”.