Verão: Melhor horário para tomar sol e seus benefícios - LabVW

Por:
Publicado em 11/01/2022

Verão: Melhor horário para tomar sol e seus benefícios

Tomar sol é bom em qualquer época, mas no verão parece que ele fica mais lindo e atraente, não é mesmo? Sair para tomar sol traz muitos benefícios para a saúde, mas é preciso ter alguns cuidados para que essa atividade prazerosa não vire um risco para a pele e para o corpo de modo geral. Você sabe, por exemplo, qual o melhor horário para a prática? Ou qual vitamina o sol ajuda nossos corpos a fabricar? Neste post, você confere respostas para essas perguntas e para muitas outras. Acompanhe!

 

Tomar sol é bom, mas não a qualquer hora

O sol emite raios ultravioleta. Ou seja, raios que não são visíveis a olho nu, mas que tem poder de interagir com nossa pele. Existem dois tipos principais: os ultravioleta A (UVA) e ultravioleta B (UVB). O segundo tipo, ao entrar em contato com a pele, ajuda na sintetização, ou produção, da vitamina D em nosso corpo, que é essencial para ajudar na fixação do cálcio nos ossos. Sem ela, ficamos fracos e susceptíveis a doenças como a osteoporose ou à osteomalácia.

Se o seu objetivo ao tomar sol é a vitamina D, então aproveite os horários com maior incidência do raio UVB, entre 10h e 16h, mas por pouquíssimo tempo a cada dia. No máximo 15 minutos para quem tem pele mais clara e, gradativamente, até meia hora para quem tem tom de pele mais escuro. Inclusive, vale a pena, de tempos em tempos, realizar um exame para saber se seus níveis de vitamina D estão dentro do ideal. Já para aproveitar os demais benefícios de tomar sol, procure fugir desses horários e use sempre protetor solar. A exposição inconsequente ao sol pode levar a um câncer de pele ou, no mesmo dia, a uma insolação.

 

Felicidade ao tomar sol não é ilusão

Ter consciência dos riscos, além de evitar o câncer de pele, já citado, pode evitar manchas e rugas na pele, além de queimaduras de primeiro grau. Então, prepare seu kit-sol, que contenha, pelo menos:

– Óculos de sol, pois a exposição dos olhos diretamente aos raios ultravioletas pode contribuir com o surgimento da catarata;

– Boné ou chapéu, pois a região do rosto é particularmente sensível;

– Protetor solar com, pelo menos, FPS 30, para bloquear os raios nocivos;

– Água, para manter a hidratação nos dias mais quentes e evitar desidratações.

Com esses itens você já pode aproveitar a série de benefícios que o sol e a luz solar trazem para o corpo. Entre eles, está a liberação de serotonina, que aumenta ao tomar sol. Outro dos benefícios é que a luz do sol, ao ser percebida pelo cérebro, ajuda a regular o chamado ciclo circadiano. Esse ciclo é o responsável por nos deixar alertas durante o dia e em estado de repouso durante a noite. Se ele estiver desregulado, a qualidade de nosso sono cai, e podemos sentir cansaço, fadiga e variações de humor.

 

tomar sol

 

Tomar sol é dar uma chance à vida

Além dos benefícios que o sol, os raios solares e a luz solar podem te trazer, há ainda outros benefícios que um dia ao sol pode proporcionar. Em uma caminhada ao ar livre, por exemplo, junto aos benefícios do sol que nós te contamos, você ainda estará se exercitando. Exercícios físicos leves e moderados, desde que diários, são ótimos para evitar o sedentarismo, e ainda contribuem com o fortalecimento muscular, ajudam a regular vários hormônios e funções do corpo, além de poderem aliviar quadros de doenças cardíacas ou respiratórias.

Se você optar por realizar um esporte em grupo ao ar livre, além dos benefícios de tomar sol e do exercício físico, você ainda poderá ter uma vivência social que foge dos padrões rígidos e hierárquicos encontrados no trabalho ou na escola. Essa sociabilidade é muito importante para se evitar estresse e transtornos depressivos.

 

O sol faz bem para seu corpo e para sua mente

Tomar sol é bom para quase qualquer pessoa. Existem poucas exceções. Se você está passando por um tratamento de saúde específico, ou ainda toma algum medicamento de uso contínuo, é essencial que você converse com seu médico para saber se você pode se expor ao sol e, se sim, em quais condições e por quanto tempo. Com essa ressalva feita, não vale a pena passar uma vida longe do sol. Em países onde o sol é raro em algumas épocas do ano, por exemplo, há pessoas que desenvolvem um transtorno depressivo sazonal, que é caracterizado por mudanças de humor e do ciclo de sono, causados pela falta prolongada de exposição solar. No Brasil, com raios solares abundantes, não há desculpas para não aproveitar e, com todos os cuidados, tomar sol!

Como já citamos anteriormente, é ideal de tempos em tempos realizar um exame para saber se seus níveis de vitamina D estão dentro do ideal, e esse exame você pode estar realizando em nosso laboratório. Acesse nosso site e saiba mais!

    Inscreva-se em nossa newsletter

    Receba mais informações sobre cuidados para a saúde em seu e-mail.

    Veja também: