Dói para fazer a coleta de sangue? - Laboratório Verner Willrich

01.11.2018 | por

Dói para fazer a coleta de sangue?

Dói para fazer a coleta de sangue?

A coleta de sangue consiste em uma pequena amostra de sangue, colhida em laboratórios. É a partir da coleta que é feito o exame de sangue, sendo este fundamental para obter inúmeras informações importantes sobre doenças e funções orgânicas do organismo.

Para detectar doenças, existem diversos testes importantes, que podem ser realizados por amostras, como sangue, urina e fezes. Entretanto, a coleta de sangue é bastante recorrente por trazer uma rápida e completa avaliação do organismo, seja de estados normais ou de emergência.

O artigo a seguir mostra sobre a importância da coleta de sangue para realizar exames. Além disso, demonstra de que maneira os laboratórios evoluíram nos sistemas de coleta de sangue. Você saber qual escolher?

Coleta de sangue: qual a importância?

É importante analisar a amostra sanguínea pois o sangue transporta nutrientes e oxigênio para os tecidos e traz produtos dos sistemas excretores. Assim sendo, esse teste retrata o estado de saúde do indivíduo e ainda identifica se houve contato com vírus e bactérias. Da mesma forma, avalia condições alimentares, pancreáticas, renais, dentre muitas outras.

A coleta de sangue é um procedimento não invasivo. O desconforto da coleta é passageiro e costuma ser bastante rápido. Por isso, pela eficiência da técnica, a dor da picada vale a pena.

A evolução da coleta de sangue

Existem diversos sistemas de coleta de amostra sanguínea. Entretanto, é fundamental que todas as etapas da coleta sejam realizadas de maneira eficaz e ao mesmo tempo segura, já que esses fatores podem interferir nos resultados.

A evolução tecnológica na precisão dos testes laboratoriais estão despontando cada vez mais no mercado. Sistemas cada vez mais rápidos, seguros e eficientes vem diminuindo os erros nos diagnósticos finais dos exames.

O sistema de coleta a vácuo

Atualmente, o sistema de coleta a vácuo é considerado o de maior qualidade e eficiência e traz inúmeras vantagens, quando comparado ao sistema tradicional de coleta, o sistema com seringa e agulha.

O sistema de coleta a vácuo é capaz de padronizar as melhores condições de funcionamento, assim como busca melhor assegurar o momento da coleta e a qualidade da amostra. Esse tipo de sistema traz algumas vantagens importantes:

Diminui os riscos de contaminação

Os riscos de contaminação com o sistema de coleta a vácuo são bem menores, já que não há manuseio com a amostra de sangue.

No sistema de agulha e seringa, há um maior risco de contato com a amostra de sangue, em decorrência do transporte do sangue para o tubo e depois para o descarte.

Entretanto, no sistema de coleta a vácuo, o técnico laboratorial não realiza esse transporte da amostra, já que o sangue é transportado diretamente para o tubo de coleta.

É rápido e eficiente

O sistema funciona de maneira menos invasiva e muito mais rápida, além de evitar problemas como troca de materiais. Além disso, os tubos de coleta são de fácil manuseio e a coleta de múltiplas amostras pode ser feita por uma única punção das veias.

A amostra pode ser analisada com maior qualidade

A qualidade da amostra obtida pelo sistema a vácuo é muito superior do que a amostra do sistema de agulha e seringa proporcionando maior segurança na fase pré-analítica.

Outra vantagem é que o sistema oferece maior garantia ao aspirar um volume de sangue proporcional à quantidade ao aditivo do tubo da amostra. Dessa forma, alguns erros podem ser evitados, como a formação de microcoágulos, hemodiluição, hemólise e a obtenção insatisfatória da amostra para a realização do exame.

Já sabe onde realizar seus exames? A LabVW utiliza o sistema de coleta alemão e proporciona maior segurança e eficácia nos resultados. Entre em contato com nossa equipe para agendar os seus exames.

Falar pelo WhatsApp