Problemas na tireoide: o que são - Laboratório Verner Willrich


Publicado em 26/05/2021

Problemas na tireoide: o que são

Problemas na tireoide: o que são

Problemas na tireoide costumam ser muito comuns entre os brasileiros. Segundo dados apresentados no Encontro Brasileiro de Tireoide, o hipotireoidismo afeta cerca de 10% da população do Brasil; e 40% dessas pessoas, que possuem o problema, não conseguem fazer o tratamento direito. Os problemas nessa glândula podem ter sintomas muito gerais e que são facilmente confundidos com outros tipos de doenças. Por isso, é necessário sempre ficar atento às alterações do corpo e consultar um médico quando os sinais aparecerem.

Confira, agora, quais são os problemas na tireoide, seus sintomas, diagnóstico e tratamento.

O que é a tireoide?

Em primeiro lugar, precisamos entender o que é a tireoide. Ela é uma glândula, em forma de borboleta, que fica localizada logo abaixo do pomo de adão, no pescoço. É uma das maiores glândulas do corpo humano, e possui diversas funções importantes para o bom funcionamento do nosso organismo. A tireoide garante o bom funcionamento do coração, cérebro, rins e fígado. Está ligada também ao crescimento e desenvolvimento de crianças e de adolescentes, pois auxilia na regulação dos ciclos menstruais, na fertilidade, peso, memória, concentração, humor e controle emocional. Ela produz os hormônios T3 (triiodotironina) e T4 (tiroxina), que possuem atuação em todos os sistemas do organismo.

Quais são os problemas na tireoide?

Existem dois tipos de doenças que podem causar a tireoide: o hipotireoidismo e o hipertireoidismo. Quando a glândula produz menos hormônios do que deveria, acontece o hipotireoidismo. Nesse caso, o organismo tende a ficar mais devagar, já que ela regula o metabolismo. Já o hipertireoidismo é o oposto: ocorre quando a glândula produz mais hormônios do que o normal. Assim, o metabolismo vai acelerando muito mais. Esses dois casos podem acontecer em qualquer idade.

Além disso, podem aparecer nódulos na tireoide com o envelhecimento, que geralmente são pequenos e benignos, não precisando de remoção – apenas acompanhamento médico com frequência. Porém, quando o nódulo é maligno, trata-se de um câncer, que precisará ser extraído. Nesses casos, o tumor costuma ser pouco agressivo e com alta taxa de cura.

Sintomas do hipotireoidismo

Embora o hipotireoidismo aconteça mais em mulheres, pode também acometer qualquer pessoa independente do gênero e idade. Conheça os sintomas dessa doença:

  • Cansaço e sonolência excessivos
  • Dores nos músculos
  • Intestino preso
  • Aumento de peso
  • Depressão
  • Irregularidades no ciclo menstrual
  • Batimentos cardíacos desacelerados
  • Pele seca
  • Queda de cabelo
  • Falhas na memória
  • Aumento do nível de colesterol

Sintomas do hipertireoidismo

O hipertireoidismo não apresenta sintomas facilmente diagnosticáveis, pois pode ser confundido com outros distúrbios. No entanto, em sua fase mais avançada, pode gerar complicações extremamente sérias. Confira os sintomas:

  • Perda de apetite e perda de peso
  • Fraqueza nos músculos
  • Intestino solto
  • Nervosismo, ansiedade e irritação
  • Aceleração nos batimentos cardíacos
  • Mãos trêmulas
  • Irregularidades no ciclo menstrual
  • Sudorese
  • Queda de cabelo

Diagnóstico e tratamento 

Se você sentir algum dos sintomas descritos acima, é necessário fazer uma consulta médica. Somente um profissional irá fazer um diagnóstico preciso do caso, por meio de avaliação clínica e exames de sangue. O exame do TSH é responsável por avaliar possíveis problemas na tireoide, e pode ser realizado aqui no LABVW. O tratamento para problemas na tireoide inclui o uso de remédios, que regulam a função da glândula, ou se necessário, é feita cirurgia para sua retirada.

Este foi o nosso artigo sobre o que são os problemas na tireoide, quais são seus sintomas, diagnóstico e tratamento. Se você precisar realizar exames de sangue, conte com a LABVW – temos uma equipe preparada para te atender e equipamentos especializados para a realização de exames. Fique de olho em nosso blog para mais conteúdos como este.

 

    Inscreva-se em nossa newsletter

    Receba mais informações sobre cuidados para a saúde em seu e-mail.

    /** */