Hipertensão: como prevenir e tratar - Laboratório Verner Willrich


Publicado em 29/04/2020

Hipertensão: como prevenir e tratar

Hipertensão: como prevenir e tratar

Popularmente conhecida como pressão alta, a hipertensão é considerada uma doença bastante comum entre os brasileiros – há cerca de 2 milhões de casos novos por ano somente em nosso país. Extremamente silenciosa, você pode estar começando a desenvolvê-la em seu corpo sem ao menos saber. Não queremos te assustar, mas precisamos que você conheça bem como se prevenir desse mal tão comum.

Você sabe como ela é causada? Quais são os sintomas, o diagnóstico e o tratamento? Talvez você já tenha ouvido um “não coma tanto sal, vai ficar com a pressão alta”. Isso está extremamente correto, mas que outras medidas podem ser tomadas na sua rotina para evitar a hipertensão? Nessa matéria, preparamos os principais pontos para você conhecer.

Primeiro, o que é a hipertensão?

A hipertensão é o aumento anormal da pressão que o sangue faz ao circular pelas artérias do corpo. A pessoa considerada hipertensa tem a pressão maior ou igual a 14 (máxima) por 9 (mínima) na maior parte do tempo. Com isso, o risco de ocorrerem doenças cardiovasculares (como o infarto e o acidente vascular cerebral) e renais é significativamente maior.

Quais são os sintomas?

Diferentemente de muitas doenças que mostram sinais logo no início, a hipertensão é considerada como uma doença silenciosa. Quando surgem sintomas, é porque provavelmente já está em um estágio mais avançado da doença. Dores no peito, tonturas, falta de ar, visão embaçada, dores de cabeça e zumbido no ouvido são os principais sintomas da hipertensão.

Quais são os fatores de risco?

A hereditariedade está ligada diretamente com essa doença. Filhos com pais hipertensos possuem um risco 30% maior de ter pressão alta, no entanto, outros fatores também podem causar o aumento da pressão. Obesidade, hipertireoidismo, diabetes, doenças renais, sono irregular, estresse, alto consumo de sal, excesso de ingestão de bebida alcoólica, tabagismo e sedentarismo são fatores que aumentam a chance de desenvolver a doença.

Além disso, a menopausa pode levar à hipertensão também, pois a queda dos hormônios femininos danifica as artérias. Pessoas acima de 60 anos também são um grupo de risco, pois nessa idade as artérias perdem a flexibilidade que possuíam.

Como funciona o diagnóstico

A hipertensão, como falamos, não costuma dar algum sinal. Portanto, não dê chances para que ela atinja um estágio avançado. Faça uma consulta com o clínico geral pelo menos 1 vez a cada seis meses, e peça para o médico medir a sua pressão arterial. Essa medição precisa ser feita em três dias diferentes, mas se você ou o seu médico estiver desconfiado da doença, é também possível realizar o holter, que é um exame que analisa a sua pressão durante 24 horas.

Uma coisa que ajuda bastante é você fazer uma busca nas condições de saúde da sua família. Descobrir se seus pais têm pressão alta é o primeiro passo, mas tente averiguar se seus outros parentes próximos, como irmãos, tios e avós também possuem. Essa informação pode ser bastante relevante para a sua consulta.

Qual é o tratamento

A hipertensão é uma doença crônica e não possui cura. No entanto, ela pode ser controlada. Cada caso irá ter uma recomendação médica específica, dependendo do estágio da doença. Algumas pessoas precisam tomar medicamentos anti-hipertensivos, mas isso é definido pelo médico junto com o paciente. Mas em todos os casos, a mudança do estilo de vida contribui muito para controlar a pressão alta. Confira no tópico abaixo quais são.

Como prevenir a hipertensão

Métodos saudáveis contínuos e regulares ajudam na batalha contra a hipertensão. Eles servem tanto para pessoas que já são acometidas com a doença, como forma de tratamento, quanto para pessoas que querem evitar a pressão alta, como maneira de prevenção. Confira os principais:

  • Pratique exercícios físicos regularmente;
  • Evite fumar e ingerir bebidas alcoólicas;
  • Evite comer alimentos muito gordurosos, frituras e doces;
  • Reduza o consumo de sal;
  • Encontre meios de canalizar o estresse;
  • Controle doenças como diabetes e hipertireoidismo;
  • Faça check-ups ginecológicos com regularidade;
  • Tenha 8 horas de sono durante a noite;
  • Consuma mais fibras;
  • Cuide do seu peso;
  • Faça avaliações regulares no cardiologista;
  • Faça a medição da sua pressão regularmente;

Este foi o nosso artigo sobre como prevenir e tratar a hipertensão. Você tem alguma dúvida? Então é só entrar em contato com a gente que ficaremos felizes em responder você. Fique também de olho em nosso blog para mais conteúdos como este. Até a próxima!

Inscreva-se em nossa newsletter

Receba mais informações sobre cuidados para a saúde em seu e-mail.