Prevenção da dengue: Entenda a importância - Laboratório Verner Willrich

Por:
Publicado em 26/01/2022

Prevenção da dengue: Entenda a importância

Prevenção da dengue: Entenda a importância

A dengue é uma doença tipicamente tropical que afeta milhares de pessoas anualmente. No Brasil, não é diferente, e a prevenção da dengue é necessária para evitar que mais pessoas sejam atingidas por ela. Por ser transmitida por um mosquito, o Aedes Aegypti, uma das principais formas de prevenção da dengue é evitar que o mosquito se prolifere. Mas como fazer isso? Como saber se tenho ou já tive dengue? Veja nossas dicas abaixo e previna-se!

O que é dengue e quais os principais sintomas?

A dengue é uma doença viral, que se alastra através da picada de um mosquito Aedes Aegypti que esteja contaminado. Após a infecção, a pessoa pode apresentar sintomas leves, como dores atrás dos olhos ou nas articulações, moderados, como náuseas e vômitos, ou até mesmo graves, como febres e hemorragias. Nesse último caso, o quadro é considerado de dengue hemorrágica. Existem quatro vetores, ou formas de vírus, que causam a dengue. Atualmente, há apenas uma vacina, com uso restrito e específico para pessoas abaixo de 45 anos que já tiveram a doença anteriormente, disponível na rede privada. Portanto, o ideal é prevenir o surgimento da dengue.

A prevenção da dengue é o melhor caminho

O mosquito da dengue se reproduz através do depósito de larvas em locais com água parada, tais como:

– Pratinhos de plantas;
– Potes e pneus ao ar livre;
– Lixos acumulados e expostos;
– Vasos sanitários sem uso recorrente;
– Caixas d’água mal vedadas;

…entre outros. Portanto, vale a pena dar uma geral nos arredores da sua casa e identificar locais que possam acumular água. No caso específico de pratinhos de plantas, é possível colocar areia para absorver a água excedente. Mas a prevenção da dengue precisa ser feita pela comunidade, e não apenas em ações individuais.
Em várias cidades, é comum que agentes públicos, de saúde ou da vigilância sanitária, façam rondas em bairros para ajudar os moradores a identificar esses pontos de risco para a proliferação das larvas dos mosquitos. Permita a entrada deles na sua casa e incentive seus vizinhos a fazer o mesmo. Fique atento também nas ruas de seu bairro. Caso você veja terrenos baldios com lixo acumulado, ou ainda casas que tenham pontos de água parada, não deixe de denunciar. Se informe sobre os canais de denúncia disponíveis em sua cidade.

 

 

O que mais preciso saber?

Uma parte importante das atitudes de prevenção da dengue é ter informações confiáveis a respeito da doença. Caso você perceba os sinais da doença, não deixe de procurar uma unidade de saúde ou seu médico de confiança. Ele poderá indicar o teste de pesquisa de anticorpos, como o IgM dengue, que pode identificar infecções a partir do quinto dia, ou o IgG dengue, que consegue mostrar infecções mais antigas, até mesmo já curadas. Além dos testes, da confirmação do diagnóstico correto e do tratamento adequado, procurar assistência médica é fundamental para que as autoridades públicas possam ter dados em relação à circulação do vírus e do mosquito.
Com esses dados, os agentes públicos conseguem saber se determinado bairro ou região podem ser considerados epidêmicos, e planejar ações específicas para controlar a propagação da doença e do mosquito nesses lugares. Essas ações passam pela distribuição de substâncias e arapucas que ajudam a capturar e matar os mosquitos, até a técnica de fumacê, onde um carro emite uma fumaça em ruas e outros locais com alta incidência de mosquitos para desnorteá-los e evitar que eles procriem. Para ajudar na prevenção da dengue, você pode ainda:

– Instalar telas nas janelas e portas para evitar que o mosquito entre na sua casa;
– Usar calças compridas e mangas longas em épocas de alta incidência da doença, para evitar picadas;
– Usar repelentes corporais nas mãos e na cabeça, de preferência com formulação específica para afastar o Aedes Aegypti;
– Evitar visitar regiões ou bairros considerados epidêmicos, caso seja possível, até que o controle tenha sido feito.

A dengue, vale lembrar, não é transmitida diretamente entre pessoas. Por isso, não é preciso ter medo de ficar perto ou de ajudar a tratar alguém que esteja com a doença. A principal forma de prevenção da dengue é com o controle efetivo do mosquito causador da doença. Mesmo quem já enfrentou a doença uma vez pode se infectar novamente, e não é possível determinar quando a forma hemorrágica se manifestará, mas vale salientar que ela é realmente grave e pode ser fatal. Então, evitar o mosquito da dengue é cuidar da saúde e da vida de todos.

Dentro nossos exames, os exames de Dengue Igg e Igm são indicados para detectar os casos, e você pode realizá-los em nosso laboratório. Acesse nosso site para saber mais.

    Inscreva-se em nossa newsletter

    Receba mais informações sobre cuidados para a saúde em seu e-mail.

    /** */