Exames ginecológicos - Laboratório Verner Willrich

Exames ginecológicos

Exames ginecológicos

Garantir uma boa qualidade de vida depende da adoção de hábitos saudáveis, como praticar exercícios físicos e ter uma alimentação equilibrada. Mas, além disso, só sabemos que estamos com saúde quando realizamos exames médicos, que indicam possíveis alterações em nosso organismo. No caso da saúde da mulher, os exames ginecológicos são imprescindíveis para a prevenção de doenças e para manter uma vida saudável.

Conheça, a seguir, os exames ginecológicos realizados pelo LabVW, o que investigam e como se preparar para eles.

Exames ginecológicos realizados no LabVW

Nas nossas unidades, a coleta para os exames é realizada em espaço pensado especialmente para as mulheres, com coleta realizada por nossas técnicas, para garantir o máximo de conforto para as pacientes.

Os exames que realizamos são:

  • Multiplex: inclui 6 exames que detectam Doenças Sexualmente Transmissíveis:

Chlamydia trachomatis

Neisseria gonorrhoeae

Mycoplasma genitalium

Mycoplasma hominis

Ureaplasma urealyticum

Trichomonas vaginalis

  • HPV
  • Papanicolau
  • Chlamydia trachomatis
  • Neisseria gonorrhoeae
  • Bacterioscopia
  • Cultura geral
  • Antibiograma
  • Pesquisa de trichomonas
  • Pesquisa de gardnerella
  • Cultura para fungos
  • Pesquisa de mobiluncos
  • Micolpasma homininis
  • Ureaplasma urealyticum

Principais exames ginecológicos que toda mulher deve fazer

Um dos principais exames ginecológicos requisitados pelo médico é o papanicolau. O teste é feito para verificar alterações no colo do útero, bem como para diagnosticar incoerências com o órgão reprodutor da mulher e a presença de doenças (incluindo, as Infecções Sexualmente Transmissíveis). O exame é bem simples e rápido, com a coleta de células do colo do útero para análise em laboratório.

mamografia também é um dos exames ginecológicos mais requisitados pelos médicos. Quem tem histórico de câncer de mama em parentes de primeiro grau (mãe e irmãs) deve tomar especial atenção, especialmente, se o tumor for descoberto antes dos 50 anos. Recomenda-se um acompanhamento médico o quanto antes e exames de mamografia periodicamente.

A mamografia utiliza raio-x para identificar a presença de lesões, caroços ou inconsistências celulares na mama. É um dos principais exames ginecológicos para identificação de cânceres, ao lado da ultrassonografia da mama. Esta última, é indicada para mulheres que ainda não estão na faixa etária de risco para realizar a mamografia.

Os exames laboratoriais, como hemograma, análise de urina, fezes e sangue também fazem parte dos testes pedidos pelos ginecologistas. A partir deles, pode-se verificar se há alterações hormonais na mulher, como é o caso das doenças da tireoide. Além disso, essas avaliações são partes dos exames ginecológicos, pois, também, detectam a presença de ISTs, enfermidades e doenças crônicas.

Como se preparar para os exames ginecológicos?

A eficácia dos exames ginecológicos é determinada por muitos fatores, entre eles, a qualidade do material coletado. Por esse motivo, a mulher deve tomar alguns cuidados antes de realizar os testes, especialmente, o papanicolau.

No intuito de minimizar agentes externos que possam interferir no exame, é necessário que o profissional da saúde oriente a forma adequada acerca das medidas que as mulheres devem ou não tomar, dias antes da coleta ginecológica. Nesse sentido, é preciso que a paciente:

  • Tome banho antes do exame: isso evita que microrganismos causadores de infecções alterem o resultado do papanicolau. Apesar do procedimento não envolver diretamente o sistema circulatório, esta recomendação é importante para diminuir a possibilidade de infecções e, ainda, facilitar a visualização de lesões e demais alterações no útero.
  • Aparar pelo pubianos e axilares: em exames ginecológicos como a ultrassonografia, retirar o excesso de pelos pode ajudar na visualização e identificação de alterações.
  • Não fazer uso de medicação com cremes vaginais ou duchas intravaginais de 24 a 48 horas que precedem o dia da coleta: essa recomendação é necessária para evitar que o conteúdo vaginal e outros elementos vaginais e do colo uterino sejam alterados ou retirados por cremes ou duchas, o que dificulta ou impede o diagnóstico preciso das alterações celulares e epiteliais.
  • Evitar relações sexuais de 24 a 48 horas antecedentes ao exame: durante as relações sexuais, pode ocorrer liberação de secreções, do homem e/ou da mulher, que podem alterar as características do conteúdo vaginal, dificultando o exame citopatológico.
  • Não estar no período menstrual: aguardar o quinto dia após o término da menstruação. É importante salientar que pequenos sangramentos, de origem não menstrual, não constituem impedimento para a coleta, principalmente nas mulheres na pós-menopausa.

Além das orientações específicas sobre os cuidados para manutenção da qualidade do material a ser coletado para análise laboratorial, é necessário escolher um bom laboratório para realizar os exames ginecológicos.

Dê preferência por um espaço especializado, que além de assegurar a eficácia do exame, conta com profissionais da saúde preparados para atender com conforto, passando tranquilidade durante a coleta.

Você pode agendar sua coleta nas unidades LabVW ou tirar dúvidas sobre o exame em nosso WhatsApp.

Voltar

Conheça nossas unidades!

Elas estão estrategicamente localizadas para que possamos estar mais próximos de você.

Ver unidades

Atendemos você na hora!

Você pode agendar o melhor dia e horário para a sua coleta, na unidade em que preferir.

Agendar coleta