Inovação em Diagnósticos Moleculares para Hospitais, Clínicas e Médicos

Resultados rápidos, precisos e que salvam vidas

Benefícios para o sistema de saúde

Rápido Tempo
de Resposta

Resultados em 1 hora, não dias.

Precisão
Diagnóstica

Alta sensibilidade e especificidade.

Ampla Cobertura Patogênica

Detecção de múltiplos patógenos em uma única amostra.

Redução
de Custos

Menor necessidade de testes adicionais e redução do tempo de internação hospitalar.

Suporte
Completo

Treinamento e suporte técnico contínuos para sua equipe.

Melhora o uso de antibióticos e antivirais com diagnóstico preciso e rápido

Melhora a satisfação do paciente

Reduz custos para clínicas/ hospitais, otimizando o uso dos recursos

Te torna referência e destaque no mercado

Reduza Custos com Nossos
Painéis de Biologia Molecular

Os Painéis possibilitam o uso da biologia molecular para maior efetividade dos diagnósticos.

Com diagnóstico em até 1 hora para mais de 120 patógenos. Mais rápido que o diagnóstico tradicional, melhora a gestão do paciente e gera economia para hospitais e clínicas.​

Várias
amostras

Múltiplos testes ordenados

Resultados que levam de horas a dias

Resultados individuais em relatórios separados

Internação mais longa¹

Uma
amostra

Um teste completo

Múltiplos resultados em um único relatório

Resultado em até 1 hora

Melhora a gestão do paciente²

Painel
Gastrointestinal

O Painel Gastrointestinal permite a identificação rápida de mais de 20 patógenos gastrointestinais em apenas uma hora, incluindo bactérias, vírus e parasitas.

Painel de Infecção Articular

O Painel de Infecção Articular detecta rapidamente a presença de mais de 35 agentes infecciosos em articulações, ajudando no tratamento adequado e eficiente.

Painel de Meningite/Encefalite

O Painel de Meningite/Encefalite oferece resultados rápidos e precisos para 14 patógenos que causam meningite e encefalite.

Por Que Escolher BioFire?

Este é o título

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.

  • Tecnologia de Ponta: Nossos painéis utilizam a tecnologia PCR (Reação em Cadeia da Polimerase) multiplex, proporcionando resultados rápidos e confiáveis.
  • Suporte Completo: Oferecemos suporte técnico e treinamento para garantir que você possa usar nossos produtos com eficácia.
  • Confiança e Precisão: Nossos produtos são validados clinicamente e usados por profissionais de saúde em todo o mundo.

Painéis com tecnologia Biomolecular

Painéis Gastrointestinais

Observa-se que há uma significativa sobreposição clínica entre os agentes patogênicos que causam doenças gastrointestinais, o que dificulta o diagnóstico pela variedade de testes de fezes1 tradicionais.

Em comparação com testes tradicionais, os painéis BioFire GI aumentam em mais de 30% o rendimento do diagnóstico7, reduz as internações hospitalares emergênciais de 87,8% para 62,8%8 e os dias de leito de 7,5 para 3 dias.8

Para pacientes pediátricos houve uma redução da necessidade de isolamento6 e reduziu a prescrição de antibióticos de 71,8% para 35,3%.6

0 %
redução no tempo da entrega dos resultados
7.5 DIAS
redução, de 7,5 para 3 dias de internação
0 %
redução no tempo de tratamentos pediátricos
0 %
redução na prescrição de antibióticos em tratamentos pediátricos

Para quem o teste é indicado

Os indivíduos de alto risco de propagação da doença que devem ser testados de acordo com as diretrizes clínicas comuns, são:

Crianças e Adultos

Viajantes

Pacientes imunocomprometidos
ou com comorbidades

Pacientes criticamente doentes

Pacientes criticamente doentes

O exame deve ser realizado em pacientes, incluindo pediátricos, que apresentem um ou mais dos critérios abaixo:

  • Diarreia adquirida na comunidade por ≥ 7 dias
  • Diarreia do viajante, sem tratamento ou após falha no tratamento
  • Diarreia com sinais de alerta/fatores de risco de doença grave
  • Suspeita de surtos nosocomiais
  • Diarreia persistente

Melhoria de uso de antibióticos

Em comparação com o teste tradicional, os pacientes que utilizam o Painel GI BIOFIRE® tiveram menor probabilidade de serem prescritos antibióticos: de 40,9% para 36,2% (p<0,001)5 e de 71,8% para 35,3% (p<0,001) para pacientes pediátricos.6

Melhoria de uso de antibióticos

Os médicos aumentaram o uso de terapia orientada graças ao Painel GI BIOFIRE em comparação com os testes tradicionais.2

Alvos Painel Gastrointestinal

BACTÉRIAS GRAM-POSITIVAS

Campylobacter (C. jejuni/C. coli/ C. upsaliensis)
Clostridioides (Clostridium) difficile (toxina A/B)
Plesiomonas shigelloides Salmonella
Vibrio (V. parahaemolyticus/V. vulnificus/V. cholerae)
Vibrio cholerae
Yersinia enterocolitica
Escherichia coli Diarreica/Shigella
E. coli Enteroagregativa (EAEC)
E. coli Enteropatogênica (EPEC)
E. coli Enterotoxigênica (ETEC) lt/st
E. coli produtora de toxina
Shiga (STEC) stx1/stx2
E. coli O157
Shigella/ E. coli Enteroinvasiva (EIEC)

VÍRUS

Adenovírus F40/41
Astrovírus
Norovírus GI/GII
Rotavírus A
Sapovírus (I, II, IV e V)

 

LEVEDURAS

Cryptosporidium
Cyclospora cayetanensis
Entamoeba histolytica
Giardia lamblia

Diretrizes

  • Riddle, M. S. et al. (2016). “ACG Clinical Guideline: Diagnosis, Treatment, and Prevention of Acute Diarrheal Infections in Adults.” Am J Gastroenterol 111(5): 602-622.
  • Shane, A. L. et al. (2017). “2017 Infectious Diseases Society of America Clinical Practice Guidelines for the Diagnosis and Management of Infectious Diarrhea.” Clin Infect Dis 65(12): e45-e80.
  • Riddle, M. S. et al. (2017). “Guidelines for the prevention and treatment of travelers’ diarrhea: a graded expert panel report.” J Travel Med 24(suppl_1): S57-s74.
  • Guarino, A., S. et al. (2014). “European Society for Pediatric Gastroenterology, Hepatology, and Nutrition/European Society for Pediatric Infectious Diseases evidence-based guidelines for the management of acute gastroenteritis in children in Europe: update 2014.” J Pediatr Gastroenterol Nutr 59(1): 132-152.

Referências

1. Dien Bard J., et al. (2020), Clin Lab Med 40(4): 393-420.
2. Cybulski R. J. Jr., et al. (2018), Clin Infect Dis 67(11): 1688-1696.
3. Beal S. G., et al. (2018), J Clin Microbiol 56(1).
4. Cotter J. M., et al. (2021), Pediatrics 147(5).
5. Axelrad J. E., et al. (2019), J Clin Microbiol 57(3).
6. Yoo, I. H., et al. (2021), Diagnostics (Basel) 11(7).
7. Meyer J., et al. (2020), Scand J Gastroenterol 55(12): 1405-1410.
8. Torres-Miranda D., et al. (2020), BMC Gastroenterol 20(1): 246.
9. 9. Hong S., et al. (2021), Inflamm Bowel Dis 27(10): 1634-1640.
10. Axelrad J. E., et al. (2017), Inflamm Bowel Dis. 23(6): 1034-1039.
11. Dados em arquivo, BioFire Diagnostics. O desempenho declarado é o desempenho agregado geral dos dados do estudo clínico prospectivo apresentados nas IFU.

Atendimento 👩‍⚕️