Você tem problemas nos rins? - Laboratório Verner Willrich

Por: - Farmacêutica Bioquímica - CRF-SC 3380
Publicado em 05/03/2018

Você tem problemas nos rins?

Você tem problemas nos rins?

É importante ficar atento a todos os sintomas que podem indicar problemas nos rins. O órgão é fundamental para o funcionamento correto do organismo e é o responsável pela filtragem do sangue, para eliminar substâncias nocivas ao organismo, como a amônia, a ureia e o ácido úrico.

Os rins também atuam secretando substâncias importantes para a saúde. Dentre as suas funções, pode-se destacar:

  • a manutenção do equilíbrio de eletrólitos no corpo, como sódio, potássio, cálcio, magnésio, fósforo, bicarbonato, etc.;
  • a regulação do equilíbrio ácido-básico, mantendo o pH sanguíneo constante;
  • a excreção de substâncias exógenas, como medicações;
  • a produção de hormônios, como aldosterona e prostaglandinas.

Os rins recebem sangue das artérias renais, ramos da aorta que vêm diretamente do coração. Depois de circular por um grande número de vasos existentes nesses órgãos, o sangue sai livre das toxinas, pelas veias renais, rumo ao coração, e a urina desce pelos ureteres até depositar-se na bexiga.

Sintomas que podem indicar problemas nos rins

É muito relevante ter conhecimento sobre os sintomas que indicam problemas nos rins, principalmente para que se possa agir com rapidez. Assim, é possível receber tratamentos mais eficazes.

Mudanças de micção

Quando os rins falham, o primeiro sinal é percebido ao urinar. As idas ao banheiro para urinar, principalmente durante a noite, são mais frequentes. A urina pode apresentar aspecto espumoso e com bolhas, pálido e amarelado, em determinados casos, com presença de sangue. Além disso, podem ocorrer episódios de incontinência urinária e muita pressão na parte inferior da pelve.

Inchaço

Quando os rins apresentam insuficiência no seu funcionamento, não conseguem se desfazer dos fluidos extras, acumulando-os no organismo e causando inflamações nas pernas, tornozelos, mãos e rosto.

Fadiga

Os rins saudáveis produzem um hormônio chamado eritropoietina. Este hormônio é responsável pela produção dos glóbulos vermelhos, que são encarregados de transportar o oxigênio até o sangue. Na medida em que os órgãos renais falham, a produção desse hormônio diminui e os músculos e a mente se cansam mais rápido do que o habitual.

Este quadro é conhecido como anemia, que, na maioria das vezes, também é causada pela falta de ferro na alimentação.

Erupção cutânea ou coceira

Os dejetos de sangue são eliminados através dos rins. Quando eles não funcionam corretamente, essas excreções se acumulam na corrente sanguínea e acabam intoxicando-a. Esta condição pode causar coceiras fortes, que vão mais além da pele e podem ser sentidas nos músculos ou ossos. Pode haver, ainda, a sensação de sabor metálico na boca ou hálito com gosto de amônia, fazendo com que o sabor dos alimentos mudem.

Falta de ar

A dificuldade de respirar pode estar relacionada a uma falha nos pulmões. Há dois motivos para ela surgir. Primeiro, porque o fluído extra que o corpo não consegue eliminar é acumulado, também, nos pulmões e, segundo, porque a anemia (falta de glóbulos vermelhos que transportam o oxigênio para o sangue) deixa o organismo debilitado, causando a falta de ar. Este sintoma pode ser sentido mesmo quando o paciente não se esforçou ou se exercitou.

Frio em qualquer época do ano

A anemia pode fazer com que a pessoa sinta frio, mesmo no verão, ou quando está bem agasalhada. Calafrios, dormência nos membros, suor frio, são sintomas relacionados.

Enjoos e dificuldade para se concentrar

A anemia, causada pela insuficiência dos rins, caracteriza-se pela falta de oxigenação no cérebro. Algumas consequências disso são:

  • dificuldade para lembrar algo;
  • enjoos;
  • pouca concentração em qualquer tarefa;
  • dispersão;
  • pouca atenção ao falar.

Dor nas costas

Algumas pessoas que sofrem de problemas nos rins e não sabem, podem atribuir esse sintoma a um grande esforço ou até a noites de sono mal dormidas. Porém, quando essa dor se mantém, ela pode ter outro significado. O incômodo, punção ou até mesmo câimbras localizadas na parte inferior das costas podem significar problemas relacionados aos rins, como é o caso da policistose renal (acúmulo de cistos nos rins).

Doenças renais mais comuns

Cálculos renais (pedra nos rins)

As pedras nos rins são formadas, principalmente, pela pouca ingestão de líquido, consumo elevado de sal e proteínas, dentre outros problemas. Quando as pedras se movimentam e descem pelo canal da uretra, causam muita dor, devido à obstrução do fluxo urinário e dilatação do rim. Podem haver complicações, como infecção urinária, e a condição apresenta risco de morte. O tratamento pode ser medicamentoso ou cirúrgico. No entanto, a desobstrução do rim deve ser realizada dentro das primeiras duas ou três semanas, após o diagnóstico, para evitar perda definitiva da função renal.

Infecção renal ou pielonefrite

A condição é causada, geralmente, por uma bactéria na bexiga, que acaba por subir até o rim, causando febre e dor do lado comprometido. O tratamento deve ser feito com antibiótico e, muitas vezes, requer internação hospitalar. Alguns casos apresentam acúmulo de pus no rim, podendo necessitar de uma intervenção com drenagem.

Cistos renais

Os cistos renais são bolhas que se formam no centro do rim. Muito comuns após os 40 anos de idade, os cistos são diagnosticados por exames de rotina e, usualmente, não causam problemas ou sintomas, nem requerem tratamento, devendo ser apenas monitorados. Em alguns casos, podem ser confundidos com tumores no rim, por isso, é necessário realizar exames.

Tumor ou câncer no rim

Este é um dos problemas nos rins que se caracteriza por ser uma condição rara. O tumor ocorre devido à alta frequência dos cistos renais. É muito comum ter de solicitar diagnósticos de imagem para a correta exclusão dessa possibilidade. Os tumores são lesões sólidas, diferentes dos cistos, que contêm líquido no seu interior. Muitas vezes, são malignos, mas, caso sejam tratados no início, há muita chance de cura. Quase sempre o tratamento é cirúrgico (pouco invasivo) e, na maioria das vezes, com preservação do rim.

Perda da função renal (insuficiência renal)

A insuficiência renal ocorre quando o rim perde a capacidade de filtrar resíduos, sais e líquidos do sangue. Doenças como diabetes e hipertensão arterial não controladas podem levar à deterioração renal progressiva e, eventualmente, à necessidade de hemodiálise e/ou transplante, para seu tratamento. Por isso, pessoas que têm essas doenças devem ter acompanhamento e tratamento rigorosos.

    Inscreva-se em nossa newsletter

    Receba mais informações sobre cuidados para a saúde em seu e-mail.

    Material escrito por:
    Farmacêutica Bioquímica - CRF-SC 3380

    Adriana Helena Sedrez é farmacêutica bioquímica especialista em Microbiologia Clínica pela PUC-PR. Na LabVW, Adriana coordena o setor de Hematologia Clínica, é gerente de Recursos Humanos e responsável pelo Atendimento ao Cliente.