RT-PCR exame: Novo equipamento para detectar COVID-19 - Laboratório Verner Willrich


Publicado em 23/03/2021

RT-PCR exame: Novo equipamento para detectar COVID-19

RT-PCR exame: Novo equipamento para detectar COVID-19

O exame RT-PCR continua sendo o “padrão ouro” para identificar a presença do novo Coronavírus no corpo do paciente. Embora as vacinas já estejam sendo aplicadas no Brasil, a pandemia segue se estendendo com o vírus ainda forte, infectando milhares de pessoas diariamente. Entender como funcionam os exames para detecção do vírus se torna primordial nesse período, no entanto, mesmo após 1 ano de pandemia, é ainda necessário usar máscaras ao sair de casa, passar álcool em gel 70% com frequência e, muito importante: evitar ao máximo aglomerações.

Recentemente, o LABVW recebeu dois novos equipamentos que ajudarão nos exames RT-PCR. Trata-se do CELER SANSURE iPonatic, da Celer Biotecnologia. Neste artigo, iremos contar como ele funciona e quais são seus impactos para aumentar a produtividade e qualidade dos testes. Continue lendo:

O que é o exame RT-PCR?

Em primeiro lugar, é importante entender o que é e também como funciona o exame RT-PCR. Considerado o melhor teste para descobrir se uma pessoa está com COVID-19, o teste busca detectar o RNA do vírus, por meio da amplificação do ácido nucleico pela reação em cadeia da polimerase. Ou seja, identificar se a pessoa possui material genético ativo do Sars-Cov-2.

Esse exame é feito por meio de um swab nasal (aquele cotonete específico que você já deve ter ouvido falar), que é introduzido na nasofaringe do paciente, com o intuito de colher a secreção respiratória. Caso haja partículas virais nessa amostra coletada, acontece a emissão de fluorescência, que é lida pelo equipamento durante a reação de PCR. Dessa forma, é confirmado o diagnóstico por COVID-19.

 

Pontos de melhoria no exame PCR

O RT-PCR é realizado em laboratórios que possuem no mínimo o nível 2 de biossegurança. Por se tratar de uma doença infectocontagiosa, o teste é feito por profissionais extremamente capacitados, que estejam seguindo as diretrizes do fabricante e se protegendo com os devidos equipamentos de segurança. O ponto negativo desse exame, porém, é que ele pode demorar até 3 dias para ficar pronto quando enviado para laboratório de apoio. Por conta disso, o LABVW agora está utilizando um novo equipamento que acelera este processo. Confira:

 

Novo equipamento para acelerar o exame RT-PCR

A Celer Biotecnologia é uma empresa que atua como fabricante de equipamentos e soluções para o setor de diagnóstico clínico. Recentemente, o LABVW adquiriu um novo equipamento da empresa: o Celer Sansure iPonatic. Ele integra em um único sistema a extração e amplificação de ácidos nucléicos, completando a lise da amostra e a análise dos resultados em uma única etapa com grande precisão. Ou seja, permite processar a amostra e realizar o teste no mesmo equipamento, o que ajuda a análise ser mais rápida. Extremamente fácil de operar, o resultado sai muito mais rápido do que os testes de PCR convencionais: cerca de 45 minutos do preparo da amostra ao resultado final.

 

Diferenciais técnicos

Os testes do Celer Sansure iPonatic contam com um kit de conjunto de primers específicos, que foram desenhados para detecção de regiões conservadas dos genes “ORF1ab” e gene da proteína N, do nucleocapsídeo de SARS-CoV-2.

O PCR-Mastermix possui sondas de fluorescência específicas, acompanhada de outros componentes para a detecção do SARS-CoV-2 através de alterações do sinal fluorescente. A tecnologia utilizada é a One Tube FastTest, que em conjunto com o reagente de extração, torna-se um kit mais fácil de manipular. Além disso, o preparo da amostra é feito sem aquecimento ou trocas de tubos.

 

Este foi o nosso artigo sobre o Celer Sansure iPonatic, o novo equipamento para detectar COVID-19. Ele já está sendo amplamente usado no LABVW durante os exames de RT-PCR, com o máximo de segurança possível. Você pode solicitar um orçamento do exame entrando em contato com a nossa equipe. Fique de olho em nosso blog para mais artigos como este. Até a próxima!

 

    Inscreva-se em nossa newsletter

    Receba mais informações sobre cuidados para a saúde em seu e-mail.