Sexagem fetal - Laboratório Verner Willrich

Sexagem fetal

Sexagem fetal

Conhecer o sexo do bebê é uma das maiores curiosidades das mães e pais. Para quem está muito ansioso e não quer esperar pelo exame de ultrassom, a solução é o exame de sexagem fetal – um exame bastante simples e eficiente para conhecer o sexo do bebê!

Ouça este conteúdo

 

Hoje em dia, com os avanços na área de saúde e dos exames laboratoriais, já é possível saber o sexo biológico da criança a partir da 10ª semana de gestação, por meio de um procedimento não invasivo e sem risco para o feto. Não é necessário indicação médica para realização da sexagem fetal – os próprios pais podem ir até um laboratório e requisitar o teste.

O exame traz um resultado preciso, com bastante antecedência, se comparado ao ultrassom (que oferece 72% de precisão, na 11ª. semana de gestação). Ou seja, a sexagem fetal além de mais rápida, é muito mais precisa! No ultrassom obstétrico, por exemplo, na quinta semana mal é possível detectar a presença do embrião no saco gestacional; na oitava, também não é possível verificar o sexo.

O exame de sexagem fetal é realizado através da coleta de uma amostra de sangue materno, sendo possível avaliar o DNA fetal e, assim, identificar a presença de moléculas exclusivas do cromossomo Y.

Como é feito o exame de sexagem fetal?

O procedimento é bem simples: basta coletar uma amostra de sangue da grávida. Não é preciso fazer jejum ou nenhum tipo de preparação para o exame. A mãe e o feto não correm nenhum risco. O resultado sai bem rápido, são apenas 7 dias!

Como é possível saber os resultados da sexagem fetal?

O resultado masculino é observado quando no exame de sexagem fetal são verificadas regiões Y-exclusivas, denominada SRY. Isto é, na presença dessas regiões, conclui-se que o bebê é menino biologicamente. Na ausência delas, o sexo fetal indicado é feminino.

Apesar da precisão, cerca de 5% dos resultados obtidos pela sexagem fetal podem ser inconclusivos. A maioria dos casos ocorre quando o exame é realizado antes do período indicado de 8 semanas de gestação. Por isso, em caso de dúvidas, recomenda-se a realização de um novo exame.

E se os resultados forem alterados?

Embora bastante raro, uma pequena porcentagem (1%) dos resultados do exame de sexagem fetal podem apresentar alterações. Isso acontece por alguns fatores:

    • baixa quantidade de DNA livre fetal;

 

    • DNA de outra gestação presente na mãe (no caso de gestações interrompidas, por exemplo);

 

    • situações de mosaicismo, quando um indivíduo possui dois materiais genéticos distintos, mas que são provenientes do mesmo zigoto;

 

  • variantes genômicas.

Mas, e no caso de gêmeos?

O resultado da sexagem fetal de gêmeos pode ser observado em duas formas distintas: para gêmeos univitelinos e bivitelinos.

  • Gêmeos univitelinos: são os gêmeos idênticos. Nesse caso, o exame de sexagem fetal funcionará normalmente, assim como em um único feto. Ou seja, na presença do cromossomo Y são dois meninos; na ausência, são duas meninas.
  • Gêmeos bivitelinos: são os gêmeos não idênticos. Se a mãe estiver grávida de gêmeos bivitelinos, a presença do cromossomo Y já indica que, pelo menos um dos bebês é do sexo biológico masculino. Na ausência desses genes, pode-se apontar que são gêmeas meninas.

Sexagem fetal não é para escolher o sexo!

Apesar de nomes parecidos, é importante não confundir a sexagem fetal com a sexagem embrionária. A primeira, refere-se ao exame realizado para descobrir o sexo biológico do bebê; a segunda diz respeito ao tratamento por fertilização in vitro, que consiste na biópsia do embrião e análise da célula embrionária, para identificação dos cromossomos X e Y, antes de transferir para o útero.

O Conselho Federal de Medicina proíbe a seleção do sexo ou qualquer característica biológica do feto por meio de técnicas de reprodução assistida, de acordo com a resolução no. 1957/2010. As exceções à norma concentram-se apenas quando se trata de evitar doenças ligadas ao sexo.

Precisão de resultados é qualidade

Para garantir a alta taxa de precisão do exame de sexagem fetal, é preciso realizar o procedimento em um laboratório de qualidade, que ofereça toda a assistência necessária para a mãe e para o bebê. Além de resultados confiáveis, o exame é feito com cautela, atenção e cuidado, tudo para garantir a credibilidade da análise.

Outro ponto que é preciso destacar é o atendimento diferenciado. Com um laboratório de qualidade, o cliente terá suporte completo em casos de dúvidas, tendo em mãos todas as orientações necessárias para realizar a sexagem fetal ou qualquer outro tipo de exame.

A coleta deve ser realizada por uma profissional do sexo feminino (SEXFE)

Todas as amostras são colhidas em um ambiente esterilizado, livre de quaisquer contaminações. Os colaboradores também são treinados e qualificados para a coleta, sendo responsáveis por garantir a satisfação de clientes e resultados precisos de exames.

Realizamos o exame de sexagem fetal nos laboratórios ou com o atendimento móvel. Agende o seu exame on-line!  

Voltar

Conheça nossas unidades!

Elas estão estrategicamente localizadas para que possamos estar mais próximos de você.

Ver unidades

Atendemos você na hora!

Você pode agendar o melhor dia e horário para a sua coleta, na unidade em que preferir.

Agendar coleta