O que é ácido úrico? - Laboratório Verner Willrich

21.11.2018 | por

O que é ácido úrico?

O que é ácido úrico?

O exame de ácido úrico é fundamental para verificar a quantidade dessa substância no sangue. Por isso, esse é um teste que deve ser repetido frequentemente, conforme orientações médicas. Mas qual será a importância do ácido úrico para o nosso organismo?

O que é ácido úrico?

Ácido úrico é uma substância produzida naturalmente por todo organismo por meio do fígado. Esse processo acontece após a metabolização das purinas, que podem ser caracterizadas por um conjunto de compostos orgânicos presentes em diversos alimentos, principalmente aqueles de origem animal.

Grande parte das purinas podem ser obtidas pela dieta alimentar, enquanto a outra parcela é produzida pelo próprio organismo. Assim sendo, o ácido úrico é resultado da degradação de purinas, como adenina e guanina, os chamados ácidos nucleicos. Esses compostos se encontram em alimentos protéicos como carne vermelha, frutos do mar e peixes, além de alguns grãos como feijão, lentilha e ervilha.

Quais os valores normais de ácido úrico?

É importante que os níveis de ácido úrico no sangue se mantenham estáveis, já que parte do ácido úrico permanece no sangue, enquanto o restante deve ser eliminado na urina.

Para números normais, é importante que os valores de ácido úrico no sangue sejam inferiores a 6,8 mg/dl. De maneira geral, é importante que permaneçam até 7,0 mg/dL em homens e até 6,0 mg/dL em mulheres.

Hiperuricemia

A alta quantidade de ácido úrico é chamada de hiperuricemia e pode ocorrer em decorrência do aumento da produção de ácido úrico pelo organismo, pela baixa eliminação de ácido úrico pela urina ou por meio da interferência de alguns medicamentos.

Hipouricemia

A falta de ácido úrico no sangue também assinala um desequilíbrio no organismo. A essa condição chamamos de hipouricemia. Embora seja mais rara, a hipouricemia está relacionada a problemas hepáticos e renais.

O que a hiperuricemia pode desencadear?

A alta concentração de ácido úrico no sangue, pela dificuldade de dissolução, pode desencadear alguns problemas.

Cristais de urato

Primeiramente, por ter uma baixa capacidade de solubilização, o ácido úrico necessita estar totalmente diluído para que não haja a formação de cristais de urato. Esses cristais se alojam nas articulações do corpo, principalmente nos membros inferiores, como tornozelos, joelhos, calcanhares e dedos do pé.

Esses cristais agridem as articulações, o que desencadeia a artrite gotosa ou gota, como chamamos popularmente.

Outros problemas

Além disso, a hiperuricemia e a gota podem ser agravantes para quadros de hipertensão e desenvolvimento de doenças cardiovasculares.

Os números exagerados de ácido úrico no sangue ainda podem irritar a pele, o que chamamos de eritema.

Os rins podem ser acometidos pela dificuldade da eliminação do ácido úrico, o que pode levar a infecções, formações de cálculos renais e até insuficiência renal aguda ou crônica.

Como verificar os níveis de ácido úrico no sangue?

A concentração de ácido úrico no organismo poderá ser analisada por meio de um exame de sangue ou exame de urina. Um médico especialista poderá indicar o momento de fazer a checagem de ácido úrico, não havendo contraindicações para realizar o teste, inclusive as gestantes estão aptas a realizá-lo, conforme orientações médicas.

O preparo para o exame recomenda jejum de três horas anteriores. Os medicamentos usados pelo paciente também deverão ser explicados para possíveis observações laboratoriais e médicas.

Gostou do artigo? Não se esqueça de entrar em contato com a nossa equipe, em caso de dúvidas.

Falar pelo WhatsApp