Bebida alcoólica afeta exame de sangue e urina? - Laboratório Verner Willrich

Por: - Farmacêutica Bioquímica - CRF-SC 3380
Publicado em 03/09/2019

Bebida alcoólica afeta exame de sangue e urina?

Sim, a bebida alcoólica pode afetar os exames de sangue e urina, principalmente, os valores de triglicérides.

Um copo de vinho ou uma latinha de cerveja na véspera do exame pode elevar os níveis considerados aceitáveis de triglicérides, falseando os resultados. O álcool também altera os valores de colesterol e gama glutamil transferase, em intensidade variável, dependendo da quantidade ingerida.

Além disso, o efeito crônico do uso do álcool pode afetar o funcionamento do organismo, alterando os níveis de GGT, TGO, TGP, volume celular médio (VCM), ácido úrico e ferritina. O álcool também causa o acúmulo de células gordurosas no fígado, o que pode levar à hepatite alcoólica.

Algumas deficiências vitamínicas também estão relacionadas com o uso do álcool, como, por exemplo, problemas na absorção da vitamina A, B, diminuição do ácido fólico e alteração nos níveis de cálcio.

Na realização de exames de qualquer tipo, o ideal é permanecer pelo menos 72 horas sem ingerir qualquer tipo de bebida alcoólica, com recomendação de 0% de nível de álcool.

Caso o paciente tenha ingerido qualquer bebida alcoólica em um período inferior a 72 horas antes do exame, é necessário reportar ao laboratório e ao médico.

Confira mais dicas e informações para Se preparar para um exame laboratorial!

Para dúvidas sobre a realização de exames, entre em contato com o Whatsapp do LabVW.

Inscreva-se em nossa newsletter

Receba mais informações sobre cuidados para a saúde em seu e-mail.

Material escrito por:
Farmacêutica Bioquímica - CRF-SC 3380

Adriana Helena Sedrez é farmacêutica bioquímica especialista em Microbiologia Clínica pela PUC-PR. Na LabVW, Adriana coordena o setor de Hematologia Clínica, é gerente de Recursos Humanos e responsável pelo Atendimento ao Cliente.

Veja também: